Tecpar e Celepar se unem para desenvolver novas soluções digitais

Confira o áudio desta notícia


O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e a Celepar (Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná) firmaram uma parceria estratégica para desenvolver projetos conjuntos em Internet das Coisas, a fim de atender demandas públicas e privadas. O Acordo de Cooperação Técnica entre as empresas foi assinado nesta segunda-feira (29), em reunião no Tecpar. Foto: Tecpar
© TECPAR

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e a Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná) firmaram uma parceria estratégica para desenvolver projetos conjuntos em Internet das Coisas, a fim de atender demandas públicas e privadas. O Acordo de Cooperação Técnica entre as empresas foi assinado nesta segunda-feira (29), em reunião no Tecpar.

O diretor-presidente do instituto, Jorge Callado, reforçou a importância da cooperação entre os órgãos do Estado para fazer a inovação avançar em várias frentes. Segundo ele, a parceria entre as duas empresas públicas em busca de novas soluções tecnológicas vai contribuir para o apoio à inovação no Paraná.

“A implantação de tecnologias de internet das coisas vem transformando globalmente todo o setor produtivo, contribuindo para redução de custos, automatização de processos e novas percepções nos negócios”, disse.

O presidente da Celepar, Leandro Moura, salientou que a parceria com o Tecpar soma experiências para o desenvolvimento de novas soluções digitais. “Quando realizamos a integração entre grandes instituições, estamos unindo experiências que vão ajudar a mapear, entender e produzir em conjunto novas soluções que atendam as mais variadas demandas da sociedade, ainda mais em meio a uma transformação digital pelas constantes atualizações tecnológicas. Essa parceria com a Tecpar nos coloca ainda mais no caminho da inovação”, ressaltou.

APOIO À INOVAÇÃO – No início de novembro, as duas empresas também estiveram juntas no apoio a iniciativas da Prefeitura de Pato Branco, no Sudoeste, voltadas à inovação. Enquanto o Tecpar firmou uma parceria para as áreas de certificação e incubação de empresas de base tecnológica, a Celepar concretizou com o município um protocolo de intenções para o desenvolvimento de projetos no contexto de Cidades Inteligentes.

Recentemente, a Celepar implantou uma área de Internet das Coisas (IoT), composta por especialistas focados em buscar soluções para o Governo do Estado, em especial com a implantação da rede 5G no Brasil. No Tecpar, os estudos relacionados a este tema são liderados pela Agência de Inovação.

INTERNET DAS COISAS – A internet 5G é considerada uma grande oportunidade de transformação e inovação tanto para o setor público quanto para o privado. O objetivo da Internet das Coisas (em inglês, Internet of Things – IoT) é conectar o mundo físico ao tecnológico por meio da internet.

A chegada da rede 5G deve expandir o uso da Internet das Coisas, facilitando a utilização das ferramentas inteligentes, interconexão de equipamentos e máquinas em tempo real e a integração de smartphones e milhões de objetos a eles conectados, como carros e casas inteligentes.

A tecnologia 5G é a rede celular de quinta geração que permite o tráfego de dados até 100 vezes mais rápido que o padrão atual de quarta geração (4G). A Anatel definiu que o 5G deve funcionar nas 26 capitais e no Distrito Federal até o dia 31 de julho de 2022. A tecnologia deve se expandir para outras cidades que tenham mais de 500 mil habitantes, até julho de 2025.

PRESENÇAS – Além do diretor-presidente do Tecpar e do presidente da Celepar, estiveram presentes o diretor de Tecnologia e Inovação do Tecpar, Carlos Gomes Pessoa; o coordenador de Projetos Especiais e Inovação da Celepar, Jan Antonio Pereira; e o assessor de Inovação da Celepar, André Telles.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa